Cumprimento calorosamente todos os membros da nossa Comunidade, todos os Amigos Etíopes
e todos os leitores desta página.

Cheguei recentemente a Adis Abeba, com determinação e entusiasmo para dar continuidade
ao trabalho dos meus antecessores e colegas, no sentido de contribuir para o aprofundamento
das relações entre Portugal e a Etiópia, que assentam em cinco séculos de história e
perduram num ambiente de grande cordialidade.

Portugal é um país de vanguarda, membro da União Europeia, com elevados índices de
desenvolvimento económico e humano. Aos interessados em conhecer mais sobre Portugal,
convidamos a visitar, além desta página, também www.visitportugal.com

Asseguro-vos que não pouparei esforços para incentivar o interesse por Portugal, que
oferece várias oportunidades de investimento e de intercâmbios comerciais. A página
da Agência para o Investimento e Comércio de Portugal www.portugalglobal.pt/en será
de grande utilidade para as conhecer melhor. O apoio à atividade das empresas portuguesas,
interessadas no mercado da Etiópia, permanecerá também uma prioridade da nossa atuação.

Adis Abeba acolhe as sedes de diversas organizações internacionais, com destaque para a
União Africana e para a Comissão Económica das Nações Unidas para África. Acompanharei
com interesse a atividade que se desenvolve neste centro da política multilateral em
África. A União Africana, junto à qual mantemos uma Representação, merece especial
atenção, como plataforma privilegiada para o acompanhamento do processo de integração
africana para a cooperação.

Devo tamém realçar que a promoção da cultura e da língua portuguesas continuará a ser
uma prioridade nas nossas atividades. O Centro de Língua Portuguesa, apoiado pelo
Instituto Camões (https://www.instituto-camoes.pt/en/), prossegue este objetivo, em
colaboração com a Universidade de Adis Abeba e com a União Africana, organização que
tem o Português como língua oficial.

Convido-vos a consultar regularmente esta página e a contactar-nos sempre que queiram
deixar sugestões que considerem oportunas.

Luísa Fragoso

Embaixadora de Portugal em Adis Abeba

  • Partilhe